Gatilhos mentais. 8 estratégias para usá-los em sua empresa

Não importa de que país você venha, qual seja sua cultura ou muito menos sua idade, existem gatilhos mentais que são inerentes ao ser humano e as sensações ou desejos que eles provocam ao serem ativados são tão poderosas que mesmo consciente, não é possível evitar seus efeitos.

 

Vivemos tomando decisões, seja para escolher o que comer ou vestir, ou para decidir qual profissão teremos, onde investiremos, com que casaremos, etc… Porém pensar cansa e por isso nosso cérebro possui mecanismos para tomar decisões sem que precise gastar tanta energia.

No automático

Para deixar nossa vida mais rápida e economizar o máximo de energia, nossa mente possui gatilhos que ativam sensações, desejos e reações. Esses gatilhos mentais são respostas rápidas a estímulos sem que seja necessário todo processo de tomada de decisão.

Neuromarketing

Neuromarketing é o campo do conhecimento que estuda, entre outras coisas, o poder e impacto dos gatilhos mentais na propaganda e no marketing.

 

Existem diversos artigos publicados que apresentam quais são os estímulos ideais para ativar determinado gatilho visando obter determinada reação. Atualmente com a acensão do marketing digital, o estudo e aplicação desse tipo de estratégia tem se tornado cada dia mais comum e efetivo.

 

Uma área que faz muito uso dos gatilhos mentais é a do Copywriting. Através de textos e Storytelling constroem-se todas circunstâncias para ativar um ou mais gatilhos mentais.

Principais gatilhos mentais

 Abaixo uma lista com os 8 gatilhos mais usados atualmente.

  1. Escassez – Trata-se de mostrar ao cliente que determinada oferta ou produto é escassa (Ex: Últimas peças, vagas limitadas)
  2. Urgência – Traz urgência para tomada de ação “Compra”, em conjunto com outros gatilhos, como por exemplo o da escassez, permite que a conversão aumente significativamente. (Contagem regressiva; Só até amanhã; Últimas unidades.)
  3. Autoridade – Transfere credibilidade para determinado produto ou serviço, devido a apresentação de “credenciais” que validam seu ponto. (Ex: Dr. João da Costa PhD. Em física)
  4. Reciprocidade – Gerar ação por gratidão. Pessoas sentem-se em dívida quando são ajudadas, sendo assim, buscam retribuir o favor para sentirem-se à vontade e não devedoras.
  5. Prova Social – Transmite autoridade a um produto ou serviço através da reação espontânea de outras pessoas a ele. (Ex: Depoimentos de clientes satisfeitos)
  6. Antecipação – Trata-se levar o cliente a antecipar-se na compra. (Ex: Ingressos na Pré-Venda)
  7. Novidade – Promove ação através da criação da expectativa pela novidade de algum produto ou serviço. Em conjunto com o gatilho da antecipação, cria-se muita expectação. (Ex: Lançamento de iPhone)
  8. Dor x Prazer – Esse gatilho busca evitar a dor ou buscar o prazer, dessa forma levando a ação imediata. (Ex: Como falar em público)

 

Esses e outros gatilhos mentais estão estruturados em nossa mente para evitar fadiga mental e tornar processo de decisão mais rápidos.

 

O Neuromarketing tem estudado a décadas esses e diversos outros gatilhos. Conhecendo quais são os gatilhos mentais, bem como quais são os seus ativadores, é possível desenvolver estratégias de vendas que impactam muito mais pessoas.

 

Aqui na S23 trabalhamos sempre para trazer as melhores estratégias de vendas para as campanhas de nossos clientes. Quer saber mais sobre o assunto? Fale Connosco!

 

Até a próxima!